Defesa das terapias no SUS marca I Encontro Nacional de Enfermagem em Práticas Integrativas e Complementares

A defesa da atenção integral à Saúde e a oferta de terapias pelo SUS marcou o I Encontro Nacional de Enfermagem em Práticas Integrativas e Complementares (PICS), realizado durante o 21º CBCENF. O encontro, que reuniu profissionais em atuação, acadêmicos e especialistas, integra as ações do Cofen em apoio à implementação e incremento da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema Único de Saúde (PNPIC), que atualmente oferta 29 práticas integrativas.
As práticas integrativas se encontram inseridas em todos os níveis de atenção à Saúde, a partir de uma visão ampliada do processo saúde–doença e da promoção global do cuidado humano. Com ênfase numa perspectiva de atuação multiprofissional, voltada à promoção da saúde, essas práticas envolvem, inclusive, aquelas integrantes do campo das “medicinas populares” e saberes ancestrais.
“A Enfermagem é precursora no uso de práticas integrativas” destacou a professora Ana Cristina Sá, membro da Comissão PICs do Cofen, complementando que as práticas permitem um olhar humanístico sobre a pessoa ao invés da doença.
Entre as principais propostas do encontro estão a criação de Comissões de PICs em todos os Conselhos Regionais, a realização de encontro internacional, criação da Rede Nacional de Informações sobre atuação da Enfermagem nas PICs, fortalecimento das associações de especialistas e da interlocução do  Ministério da Saúde.

Outras notícias